domingo, 22 de fevereiro de 2015

Com tanto título legal nas bancas, esta começando a sua coleção de mangás e não sabe como administra-la? O CDC do Leitura Oriental te ajuda com algumas dicas básicas!

Bem vindo ao Clube Do Colecionador!

Dicas para colecionadores iniciantes
Estamos de volta com o Clube do Colecionador! A cada quinzena, vamos trazer dicas e assuntos sobre como você pode administrar a sua coleção de Mangás! A sessão de uma forma geral também serve para quem coleciona gibis ou livros! E hoje, nada como iniciar do começo não é mesmo? Dicas importantes para você que esta começando a sua vida de colecionador!

1. Se identifique com gêneros
A primeira pergunta que sempre paira no ar é "por qual título começar a colecionar?". A primeira coisa a fazer é pensar qual o gênero que você gosta quando vê uma novela/filme/anime/série. O gênero que você mais gosta de assistir deve ser os primeiros títulos que deve adquirir. Por exemplo, se você gosta de ver muito filmes de comédia, procure mangás que sejam engraçados como Love Hina ou Assassination Classroom. Outro ponto importante é a confiança no gênero. Se você leu um título e gostou muito, procure saber quais outros títulos vão chegar próximo do que você leu. Eu por exemplo gostei muito de acompanhar Battle Royale, e por isso resolvi comprar O Jogo do Rei e Doubt, que seguiu o mesmo estilo de "jogo de sobrevivência" (apesar de me decepcionar com o final dos dois). A leitura foi mais tranquila, por que eu conhecia o gênero. Muita gente acaba se entediando por que escolhe ler mangás que não se enquadram nos gêneros que gosta.

2. Nunca Julgue o livro pela capa!
Essa frase já é conhecida de todos, mas vale reforçar. Acontece que mangás muito bons são deixados de lado nas bancas por que a capa é simples demais, e outros títulos muito ruins tem as capas mais bonitas. Dando como exemplo novamente o Doubt. A capa muito bem desenhada, mas quase ninguém gostou da leitura. Tente sempre não se atentar a capa. Leia o conteúdo que está dentro dele antes de sair julgando qualquer obra.

3. As primeiras edições devem ter prioridade nas aquisições
De cima para baixo, primeiras edições de Gurren Lagann, Yu Yu Hakusho, Magi, Toriko, One Piece, Reborn!, e Berserk.
Primeiras Edições são mais importantes que as outras
Como vamos nos atentar a esse tema num próximo texto, vou explicar rapidamente oque ocorre com a primeira edição de um mangá. Quando ele é lançado, TODOS os nichos de compras se relacionam com este número. As livrarias compram para tentar vender a obra, os colecionadores compram duas edições para poder lucrar depois cobrando o dobro do produto, meu tio que não entende de mangá compra pra ver se é bom, você compra por que a editora falou que é bom, eu compro para fazer uma resenha aqui no site mesmo sendo ruim, enfim, o mundo todo compra o volume um de uma obra. Ao decorrer do tempo, apenas a metade continua comprando os números restantes. Então, quando você tiver planejando colecionar uma obra, compre a primeira edição, nem que tenha que atrasar a suas coleções atuais. Os outros números são mais fáceis de conseguir do que a número um de um título.

4. Evite Raridades no começo da coleção
Existem mangás, por falta de estoque da editora que estão esgotados a tempos, e com isso é muito difícil consegui-los. No texto anterior, em que listei os 20 mangás mais colecionados do Brasil, quase todos os primeiros volumes dessas obras listadas estão esgotadas e não se encontram em livrarias. Pode acontecer, se você tentar começar a colecionar obras assim, acabar perdendo o animo quando der com a cara na porta em várias buscas pelo título. A recomendação é que no começo, você fuja de títulos muito famosos, e tente sempre pesquisar antes de começar alguma coleção furada.

5. Fique por dentro das novidades
É de lei que um colecionador esteja bem alinhado com o mercado que coleciona. Tente sempre saber como esta indo o seu título favorito, se ele vende bem, se não esta sendo cancelado, qual a periodicidade de lançamento (se ele lança mensal, bimestral, quadrimestral), se a coleção já foi concluída no seu país de origem, enfim, sempre fique por dentro do que você esta comprando, assim você sempre vai se preparar para tudo. Por exemplo, um colecionador do mangá One Piece que esteja bem informado, não vai tomar um susto na banca, quando chegar lá e estiver o Data Book da obra. Se ele estava informado que a edição viria, já se programou para comprá-la, ou não, sem grandes surpresas. Você pode acompanhar todas as novidades de seus mangás, apenas visitando uma vez por semana a página do Facebook da editora responsável pelo título, eles sempre avisam das novidades.

6. Prepare o bolso! E se programe
Você sabia, que atualmente mais de 400 reais são necessários para adquirir TODOS os mangás lançados mensalmente?
Separe algo da mesada ou do salário, e vamos ás compras!
Toda a coleção por mais simples que seja, tem um gasto. Se você resolver roubar selos para colecionar (O.o) vai precisar comprar uma pasta para armazena-los. Tudo tem preço nessa vida. Prepare então, seu bolso e planeje primeiramente, quanto vai gastar por mês para manter a coleção. Nunca tente conseguir tudo de uma vez, mês a mês vá agarrando as edições que deseja. Nem mesmo Evandro Fuzari, o rapaz que tem a maior coleção de mangás do Brasil, conseguiu fazer a sua em um mês. Reserve um dinheiro mensal para adquirir os títulos. Algo que eu costumo fazer é manter um padrão. Por exemplo, vou gastar 60 reais por mês. No mês que eu gastar 50 reais apenas, guardo o restante e no próximo mês acumulo 70 reais. Assim se eu perder alguma edição, sempre consigo recuperá-la nos meses posteriores. Outra cosia que eu sempre reflito, e convido a você pensar como eu: "Prefiro ter a barriga cheia, do que ler com fome". Se você ficar com vontade de comer uma pizza e tiver só o dinheiro para comprar o raríssimo Bleach vol.1? Mande o Ichigo passear, e vá saborear a mussarela. Falaremos deste tema com mais enfase num próximo texto.

7. Ouça recomendações REAIS
Quando acontece algo ruim no mercado de mangás, alguém sempre da com a língua nos dentes! Sempre leia os comentários dos leitores sobre anúncios de mangás para saber se o título é auspicioso para você! Muitas vezes, eu mesmo já tive a oportunidade de ler grandes obras que eu não tinha nenhuma informação, por que li alguma resenha ou comentário no Face/Plus que alguém disse "vai lá, pode comprar que é bom pra caramba!", ou até mesmo comparações "este mangá é igual tal mangá, mas com outro autor!". Sempre leia o que as pessoas falam de determinado título que você desconhece. E quando eu digo recomendações REAIS, não estou me referindo ás editoras! Esqueça se a editora do mangá disse que a obra é boa! Eles sempre vão vender o peixe deles, como se fosse o melhor peixe do mundo. Das editoras, procure apenas absorver dados técnicos (preço, sinopse, etc), e nunca absorva coisas como "o melhor mangá do mundo vem aí!", tente lembrar que a compra final é sua e quem manda no seu gosto é somente você.

8. Leia resenhas para evitar decepções
Hoje em dia o que não falta é resenha na internet. Muitos blogs e sites por aí fazem resenhas. E isso é muito bom para você. Minha recomendação é sempre ler no mínimo duas resenhas por título que se interessar, para formar sua opinião final. As resenhas existem para mostrar mais o que você vai encontrar dentro do produto, ou seja, nas resenhas, tudo o que a editora não quer que você saiba de começo, aparece! Nas resenhas que faço aqui no Leitura Oriental, sempre falo se o papel é bom ou não, se a tradução ficou boa, se tem notas internas do autor, etc. No blog do prestigiado Alexandre Nagado, todas as resenhas que ele faz, ele sempre conta o enredo do mangá, sendo imparcial (não falando bem nem mal), assim você faz suas próprias conclusões. No blog EMD, já é bem mais radical e todas as resenhas e dicas, são por base opiniões deles mesmo, sem papas na língua, o que também pode ajudar, já que se você gosta de algo que eles gostam, vai curtir a maioria do que for recomendado. Enfim, sempre que der leia resenhas de títulos que você desconhece, ou de algum mangá que estiver pensando em adquirir. Quanto mais gente falando de alguma coisa, mais bem centrado na coleção você vai ficar.

9. Proteja sua Coleção
Box do Old Boy, All You Need is Kill, Vinland Saga, e Assassination Classroom, tudo embalado e protegido do amarelado!
Em breve daremos dicas de como embalar seus quadrinhos!
Como toda boa coleção, de qualquer coisa que seja, precisa ficar bem protegida. Sua coleção não é um celular que você põe no bolso e compra outro se ele quebrar. Conforme os anos for passando, as folhas dos seus mangás vão amarelar, vão endurecer, vão juntar pó, e isso é inevitável! Mas calma, não se assuste! Existem coisas que você pode fazer para que essas coisas demorem a acontecer. Se puder, tente manter sua coleção sempre junta e protegida. Eu, por exemplo coloco em saquinhos plásticos todos os meus mangás (como mostra a foto), existem pessoas que gostam de fechar as edições dentro de caixas de papelão. Seja como for o modo, tente sempre protege-los de água ou traças. Outra regra (essa obrigatória), nunca exponha seus mangás no sol. Com a luz solar as páginas entortam e as cores perdem o tingimento. Sua coleção deve ficar longe do sol, em um lugar seco.

10. Colecione para você, e não para os outros!
Para finalizar, a dica mais importante de todas. Tenha a sua coleção, cuide da sua coleção, e curta seu trabalho! Tire um dia da semana para apreciar o que você tem, leia mangás que ainda não leu, reveja aquela cena marcante de algo que você já viu. Faça listas de coisas que você precisa, enfim, curta tudo aquilo que você tem. Não sabemos o dia de amanhã, então nunca deixe para depois algo que você pode fazer agora!


[[ Aconteceu comigo! - A coleção molhou e agora? ]]
Para finalizar, em todos os textos desta sessão tentarei contar alguma de minhas experiências como colecionador, sendo elas boas ou ruins. Como o assunto de hoje é "iniciação" vou falar sobre mim. Meu nome é Renato Souza, mas conhecido no meio Otaku como Renato Urameshi (Tio Ura). Comprei as primeiras edições que o Brasil lançou de mangá com Dragon Ball pela Conrad, mas comecei a colecionar mesmo em 2003 com Chobits, algo que eu esperava muito, já que acompanhava a obra online por fansubs. O gosto foi tanto quando vi a coleção de Chobits completa que resolvi colecionar outros títulos. Infelizmente minha coleção antiga se estragou devido a uma enchente que imundou meu quarto e encharcou a caixa no qual estavam os títulos. Agora, estou recomeçando a coleção faz 3 anos, onde devagar, tento esquecer o passado e comprar sempre coisas novas. Para mim não devemos nos apegar a coisas materiais (por mais que eu ame coisas materiais :p), e sempre seguir em frente.


Espero que tenham gostado das dicas. Caso queiram acrescentar alguma, ou fazer correções no que eu disse (afinal ninguém é perfeito), deixem nos comentários. Se você conhece amigos que também colecionam, compartilhem o texto nas redes sociais, assim vocês também ajudam a divulgar o Leitura Oriental. Até mais!



Renato Urameshi Renato Urameshi 
Escreve sobre anime e mangá desde os tempos de clube por cartas. Leitor nostálgico da Animax e derivadas, gosta de discutir assuntos polêmicos e de fundo jornalistico | Google +

7 comentários:

  1. Olá!!

    Ótimas dicas. Geralmente eu acumulo o volume 1 de alguma obra aqui (que eu eu comprei e não gostei) e depois passo adiante, seja doando o mangá para algum outro fã, seja trocando. Vender está fora de cogitação. Nunca sei qual preço pedir e os Sebos pagam muito pouco. rsrsrs

    Sua dica 2 é bastante útil, embora é a primeira coisa que nos compra. Já decidi que vou comprar Ao Haru Ride só porque achei a capa fofa. E sim, me decepcionei com a história de Doubt.

    Ahh!! Respondi seu comentário lá no blog.

    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário Natália, e já li a resposta lá no Naty. Muitos mangás eu já comprei pela capa "maravilhosa" que era e depois me decepcionei, ás vezes vendo sim, mas em sebos, onde pego outro título no lugar, nunca pegando o dinheiro. Geralmente os sebos em que vou, eles aceitam "2 por 1" se os títulos forem non mesmo preço que os de troca (tamanho, tanko ou meio-tanko, etc).

      Abraço.

      Excluir
  2. Como é triste ter que ver sua coleção se desfazer por água ou fogo, ou outro desastre. Meus mangás tem muito valor para mim, mesmo que poucos e eu odiaria ver eles se destruindo.
    curti muito o texto. Traga mais coisas como esta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito triste mesmo Hotohori, imagina a minha cara quando vi meus mangás ensopados, e não pude nem abrir as páginas nunca mais...

      Obrigado pelo elogio e pelo comentário!

      Excluir
  3. Ótimo texto Renato, as dicas foram bem produtivas ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Laine! Eu que agradeço pelo comentário e por ter lido o artigo!

      Grande abraço!

      Excluir
  4. Obrigado pelas dicas, vou começar minha coleção de mangás e deixar as minha de retrô games, rsrs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário sobre a leitura acima! Críticas educadas serão bem vindas!

Que bom que você veio! Obrigado pela visita!
Textos Originais. Leitura Inteligente.
Leitura Oriental (2014) Fan-site sem fins lucrativos.
Que cria conteúdo para fãs, ou apenas reproduz oque está na internet mundial. Links de sites de terceiro não são considerados reproduções nossas, e são de inteira responsabilidade do site que o link acessa.

Links Externos